O pai da noiva

É certo que a figura central do casamento é a noiva e que o noivo é quase  considerado coadjuvante. Que se dirá então das outras pessoas que estão no altar?

Não há como não reparar no pai da noiva, afinal é a ele que cabe a tarefa de conduzi-la até o altar. Repare com cuidado.

Ele entra pela nave às vezes até mais tenso que a própria noiva. Ele sorri com os lábios fechados, tenta manter-se ereto, querendo parecer ao mesmo tempo solene e descontraído, e assim caminha para entregar sua filha, sua menininha, ao homem que ela acredita que vai fazê-la feliz. Embora ele torça muito para que isso seja verdade, no fundo ele morre de medo. Milhares de momentos passam pela sua cabeça… e essa cumplicidade entre os dois se traduz em borboletas no estômago.

A simbologia implícita no momento em que se chega ao altar é muito intensa. Ele finalmente entrega sua filha e quase que a buscar conforto, segura a mão de sua esposa.

Na hora dos cumprimentos, um mix de “seja feliz” com “não se esqueça de mim” se transforma numa oração e, muitas vezes não há como segurar as lágrimas.

Benditas as noivas cujos pais são capazes de vivenciar esse momento!

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Suviane Hoera

Uma resposta para “O pai da noiva

  1. Antes de ler esse artigo eu nunca tinha pensado no nervosismo e na situação do pai da noiva. Muitíssimo bem lembrado! É um personagem que merece um pouco mais de atenção sim, porque acaba que as pessoas só enxergam as noivas e suas mães com o intuíto de ajuda-las e oa pais, coitados ficam sem assitência nenhuma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s