Ao invés de responder, posso perguntar?

Eu, que respondo centenas de e-mails por mês e outros tantos telefonemas também estou querendo umas respostas! É que às vezes me deparo com comentários e observações de algumas noivas que me deixam muito surpresa, sem conseguir entender. Então, eu lhe peço, só hoje, posso mudar de lugar? Não vou mais ficar atrás da minha mesa, mas na cadeira em frente; não vou ficar mais na poltrona, mas no divã; não vou ficar nesta ponta de cá do telefone, mas na outra. Por favor, eu mereço isso! Depois de tanto tempo respondendo com o
maior carinho e da melhor forma que sei a tantas perguntas, quero que alguém se disponha a me ajudar, a me esclarecer! Por favor, me ajudem a entender certas coisas!

26
Os noivos e suas famílias passam meses, um ano e até mais preparando uma linda festa, cuidam para que cada flor, cada música, cada lembrancinha faça, daquele, um casamento inesquecível para parentes e amigos escolhidos com o maior cuidado. Então eu ouço estupefata, não uma pergunta (porque pergunta pressupõe indecisão…) mas um comentário: “Sabe, vamos pedir para o DJ agradecer a presença de todos, assim, em conjunto, porque eu e meu noivo pretendemos curtir a festa.”
Isto é, recusam-se a ir de mesa em mesa, de família em família, de amigo em amigo receber o carinho, os augúrios, os beijos, os elogios de cada um. Ora, os convidados para um casamento são ou deveriam ser as pessoas mais queridas dos noivos e de suas famílias. São pessoas que há bastante tempo assinalaram nas suas agendas que aquele dia já estava tomado, são aquelas pessoas que por vezes até se sacrificaram para dar o melhor presente, para se apresentar da melhor forma possível naquele compromisso… Então, me respondam, por favor, o que é para esses noivos “curtir a festa”? É comer, beber, dançar… Ué, mas os noivos não podem fazer isso em qualquer festa? O importante não seria principalmente receber cada amigo, ficar com ele, agradecer sua presença, documentar numa foto aquele instante? Quer ver outra dúvida? Por que os noivos convidam tanta gente para a cerimônia do
casamento, mas selecionam as pessoas para a festa? Será que elas só servem para fazer figuração no vídeo? Há convidados de primeira e de segunda categoria? Não seria mais correto, se o dinheiro não é muito, em vez de oferecer um jantar para poucos, servir um bolo e brindar com todos?
E aqueles noivos que marcam o casamento no meio de um feriado prolongado? É pra castigar os amigos ou para fazer uma seleção natural? E a noiva que quer definir no convite o traje dos convidados, com medo de que eles se apresentem mal no casamento? Mas não são seus parentes e amigos? Por que então se dar com “essa gente” deselegante, tão diferente dela mesma? Não seria melhor mudar de turma? Falando ainda em traje, é normal caber só à noiva a decisão da roupa do noivo, mesmo que ela muitas vezes queira fazer dele um dândi do séc. XIX ou um Pequeno Príncipe?
E noivos que me pedem uma forma de educada de trocar presentes por dinheiro, pois já têm“o apartamento montado”? Está certo que erram também muitos convidados por não terem a sensibilidade de se informar das necessidades, gosto e preferências dos noivos…
Quer ver mais uma coisa que eu não consigo entender: por que os noivos procuram uma igreja, de preferência bem concorrida, apesar de não terem nenhuma fé? E, além disso, querem que o padre fale o mínimo possível e não fique implicando com o vestido da noiva e das madrinhas, impróprios para o ato e local? Não seria mais coerente fazer a cerimônia e a festa num salão?

_MG_1054

Quer saber de outra surpresa: noiva que me pergunta “como dizer delicadamente aos convidados que vou recepcionar em uma churrascaria, mas que cada convidado deve pagar sua parte?” Será que tem como dizer isso educadamente? Tem jeito de convidar “educadamente” um amigo casado para padrinho, avisando que a esposa dele será substituída por uma amiga dos noivos, porque essa amiga (evidentemente) é mais amiga que a mulher dele???
Quer ver outra coisa, muito estranha: uma noiva que estava pensando em trocar o padrinho (ou a madrinha), porque ele era mais baixo que ela!!! Mas a gente convida padrinhos pelo que eles representam ou por causa da sua altura? Onde está escrito que, nos pares, a mulher deve ser mais baixa que o homem? Que preconceito é esse em pleno século XXI?
E tem coisa mais deselegante do que cortar a gravata do noivo cobrando por cada pedacinho ou levar um sapato da noiva numa bandeja, pedindo uma contribuição para cada convidado?
Nada disso eu entendo… Ou melhor, até entendo. Mas, desculpe, não posso concordar!

Élide Helzel

(Élide Helzel)

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Élide Helzel

5 Respostas para “Ao invés de responder, posso perguntar?

  1. Ana Carolina

    Muito boa a sua exposição! Tem muita gente esquecendo que o casamento é para ser uma celebração, e não só mais uma festa. É um evento no qual o principal é compartilhar a felicidade do casal com as suas pessoas queridas. Eu, desde que marquei a minha data, tenho pensado em como melhor agradecer os convidados e a família. Mas eu conheço pessoas que não querem ‘perder tempo’ cumprimentando seus convidados, para ‘aproveitar a festa’. Eu prefiro aproveitar as pessoas.
    Ah, eu também acho muito deselegante essa coisa de gravata e sapato: a pessoa já comprou presente, já gastou para estar lá e ainda tem que dar mais dinheiro? Desnecessário. Os convidados não deveriam ter que se preocupar com isso.

  2. Fabíola

    Meus parabéns, ótima crônica, fiquei encantada com que li! Casamento é para celebrar o amor entre duas pessoas e assim, comemorar com as pessoas queridas do casal, que querem somente a sua felicidade!

  3. Élide Helzel

    Fico feliz com os comentários de vocês. Espero não ter sido muito ácida nos comentários.

  4. Tarita

    Élide querida!! Que crônica maravilhosa!! Tive que parar tudo que estava fazendo para ler ela para meu marido!! Pura verdade!! Tudinho!! É claro que aproveitei para encaminhar este post para minha irmã que vai casar este ano. Mas achei ótima a idéia de perguntar, ao invés de responder… Imagino quantas dúvidas estranhas tu deve receber por dia!! Bom ler isso, faz a gente pensar… o casamento é uma cerimônia de celebração do amor de um casal ou algum evento comercial? Pois é isso mesmo que estamos vendo por aí! Simplesmente ótimo ler isso! Sou sua fã e serei sempre!

    • Élide Helzel

      Que lindo, Tarita! Suas palavras me estimulam a continuar escrevendo. Muito obrigada. Bjs Élide Helzel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s